Alunos da rede municipal de Guaçuí conquistam medalhas de ouro em Olimpíada Brasileira

Imprimir este Post

Alunos e professores da escola municipal Deocleciano de Oliveira conseguiram alcançar resultados na XVII Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Os alunos Gabriel Álvares, estudante da 5ª série, Marcela Coelho e Bruna Santos, ambas da 6ª série, conquistaram medalhas de ouro devido à pontuação obtida na prova aplicada para participação na Olimpíada.

Só para dar uma ideia do sucesso dos alunos, professores e escolas, participaram da edição deste ano da OBA 772.257 estudantes, distribuídos por 8.648 escolas participantes de todo o país. A XVII OBA foi realizada em 16 de maio deste ano, mas os resultados só foram divulgados recentemente pela organização do evento.

Ao participar da olimpíada, crianças e jovens têm oportunidade de aprender mais sobre ciência. Realizada desde 1998, a OBA já contou com a participação de mais de 5 milhões de estudantes.

Os três alunos da escola municipal Deocleciano de Oliveira participaram pela primeira vez da competição científica. Marcela e Bruna, que receberam duas das medalhas de ouro na Olimpíada, estão muito satisfeitas com a colocação, que foi uma surpresa.

“Nem conseguimos expressar direito nossa alegria, principalmente porque fizemos a prova apenas para testar nossos conhecimentos, já que a avaliação aqui na escola foi para a 5ª série, para os alunos que manifestaram interesse. Mas o professor João Batista Oliveira Gomes corrigiu a prova e entregou para o professor Aristhótelis Tiradentes, que encaminhou para os organizadores da Olimpíada”, explica Marcela Coelho, 12 anos.

“Estou muito feliz com o resultado, um incentivo para me dedicar ainda mais aos estudos. Quero fazer faculdade de Engenharia Civil e acredito que gostar e me dedicar à área de Ciências vai me ajudar bastante a me desenvolver profissionalmente”, comenta Gabriel Álvares, 11 anos.

“Nossos parabéns pelos excelentes resultados obtidos pelos alunos, professores e pela escola. Essa olimpíada tem grande importância e efeitos positivos para o rendimento dos estudos”, destaca o coordenador nacional da OBA, o astrônomo e professor doutor João Batista Garcia Canalle.

Para a secretária municipal de Educação, as conquistas alcançadas na Olimpíada Brasileira são uma prova da melhora do ensino no município e da dedicação dos alunos e professores. “E a tendência é avançar ainda mais, pois resultados como os alcançados na OBA elevam a autoestima dos estudantes que se destacaram e incentivam os demais a seguir o mesmo exemplo”, enfatiza Márcia Couzi.

Sobre a OBA
A OBA é executada anualmente por uma comissão de astrônomos profissionais pertencentes à Sociedade Astronômica Brasileira e por engenheiros da Agência Espacial Brasileira, com recursos principalmente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

O evento é aberto à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais, sem exigência de número mínimo ou máximo de alunos. Podem participar da OBA estudantes do primeiro ano do ensino fundamental ao último ano do ensino médio.

A prova é aplicada dentro da própria escola, tem uma única fase e é realizada para um só ano letivo, pois deste modo os certificados e medalhas são recebidos pela escola no mesmo ano letivo. O cadastro deve ser realizado no site www.oba.org.br. Os vencedores ganham certificados e medalhas, além da oportunidade de participar de outros eventos. Em 2013, alunos da rede municipal de Guaçuí conquistaram medalhas de ouro e bronze.

Os alunos Everthon Affonso de Freitas Moura e Raphael Moreira de Assis Braga, ambos da escola Deocleciano de Oliveira, foram medalhistas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica do ano passado. Everthon ficou com a medalha de ouro e Raphael ficou com o bronze.

Fonte: Assessoria de Comunicação/ Prefeitura de Guaçuí.
Foto: Prefeitura de Guaçuí/ Luiz Ferreira

Jornalista e publicitária. Diretora Presidente dos jornais Hora Aghá e Correio Regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*