Prefeitura de Presidente Kennedy doa ração para pecuaristas

Imprimir este Post

A Prefeitura Municipal de Presidente Kennedy entregou 160 toneladas de ração a mais de 280 produtores de leite do município. O objetivo é suplementar alimentação do gado, aumentando assim a produção da maior bacia leiteira do Estado. Esta ação é parte do Plano de Desenvolvimento da Agropecuária, Aquicultura e Pesca, o Pedeag-PK, que traça os rumos e investimentos na economia rural do município.

A ração farelada foi entregue nas propriedades dos inscritos no programa, que se enquadram nas definições de Agricultura Familiar, ou seja, somente os pequenos produtores. “Tivemos esse cuidado de oferecer esse apoio apenas aos que realmente necessitam. A partir de agora há critérios para que o produtor seja um beneficiário”, explicou a prefeita Amanda Quinta Rangel.

Cada pecuarista receberá até 50 sacos de ração, num teto de dois mil quilos por mês. De acordo com o secretário de Agricultura, Josélio Altoé, a quantidade será proporcional à produção de cada um. “Serão 300 gramas de ração para cada litro de leite comercializado. Inicialmente o programa terá duração de 12 meses, mas para permanecer inscrito, o produtor terá que alcançar metas como contrapartida”, disse.

Entre essas metas estão a instalação de água potável no curral, em seis meses; o calçamento da sala de ordenha, em nove meses e a manutenção de área de capineira, cana ou piquetes rotacionados, em 12. “Isso trará melhoria das condições de trabalho, produção e higiene para a extração do leite. É um aumento da garantia de qualidade do nosso principal produto”, afirmou Altoé.

Recuperação
Presidente Kennedy produz atualmente 1 milhão litros de leite por mês, o que corresponde a R$1,1 milhão. No primeiro semestre a produção despencou e a cidade chegou a perder o posto de maior produtora, em função da seca e uma forte infestação de lagartas que destruiu 70% das pastagens do município.

A doação de 8,6 mil quilos de cana pela prefeitura como socorro aos produtores de carne e leite conseguiu salvar o rebanho e restabelecer a média de produção. A pecuária de corte, também forte no município, possui resultado anual de 110 mil arrobas de carne, o equivalente a R$11 milhões.

Fonte Ascom Presidente Kennedy

Jornalista e publicitária. Diretora Presidente dos jornais Hora Aghá e Correio Regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*