Promotor de show que deu golpe em Nova Venécia responderá por estelionato e dano moral

Imprimir este Post

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo, por meio da Promotoria de Justiça de Nova Venécia, denunciou um promotor de shows por suposto golpe em cidadãos de Nova Venécia. O acusado firmou contrato com o empresário da cantora Paula Fernandes para a realização de um show no município.

Ele chegou a cobrar ingressos, fez a divulgação do evento e conseguiu a autorização para utilizar o parque de exposição. No entanto, o show não foi realizado e o valor dos ingressos não foi devolvido.

O MPES pede a condenação do promotor por dano moral coletivo, no valor mínimo de R$ 300 mil, pela lesão causada à credibilidade na realização de shows na cidade. Pede também que o acusado responda por infringir o artigo 171 (estelionato) do Código Penal.

Jornalista e publicitária. Diretora Presidente dos jornais Hora Aghá e Correio Regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*